Dúvidas Frequentes

Tire suas dúvidas

Nova coleta, o que significa?

Existem alguns "fatores" (alguns são conhecidos e outros não) presentes no sangue e/ou outros materiais que podem interferir nos resultados dos exames. Quando acontecer com seu exame a Equipe Exame vai entrar em contato, para solicitar uma nova coleta, assim o exame será refeito, conferindo maior qualidade e sem qualquer despesa para você.

O que é jejum?

Significa que você terá que ficar sem ingerir alimentos de qualquer tipo durante um determinado número de horas, dependendo do exame a ser realizado.

Água quebra o jejum?

Você pode tomar água normalmente, evite ingerir excesso quando também for fazer exames de Urina I, Cultura de Urina ou Teste de Gravidez na Urina. Alguns exames podem ser feitos sem jejum, outros precisam de 2, 4, 8, 12 ou 14 horas de jejum, dependendo do tipo de exame a ser realizado.

Se alimentar na véspera do exame

Mantenha sua alimentação habitual, seguindo apenas o tempo de jejum recomendado quando aplicável. Cuidado apenas com os excessos (pizza 4 queijos, churrasco, feijoada e outros).

Bebidas alcoólicas interferem no exame?

Sim. Se você for fazer exame de sangue evite a ingestão de bebida alcoólica por, no mínimo, 1 dia antes da coleta. Se for colher urina, esse tempo deverá ser de 2 dias, no mínimo.

Por que quando se tira sangue para exame o local às vezes fica roxo?

Isso chama-se hematoma: extravasamento de sangue para fora da veia. Ele pode ocorrer em determinadas situações, tais como: veias finas, delicadas, com muita pressão; insuficiente compressão no local da punção; e paciente usando algum medicamento que altera a coagulação do sangue, entre os quais a aspirina, ou fragilidade da parede das veias (fragilidade capilar).

No caso de exame de urina, tem que ser a "primeira da manhã"?

Preferencialmente sim e a critério do seu médico, mas se não for possível, a urina poderá ser colhida em qualquer horário do dia, mas com um cuidado antes do exame: permanecer 4 horas sem urinar. Dará o volume ideal e qualidade para uma boa coleta. O ideal é que seja colhida em frasco apropriado, fornecido pelo laboratório.

Para colher o exame de fezes, a pessoa precisa estar em jejum?

Não. Também não precisa ser a primeira evacuação do dia. Isso vale para todos os tipos de exame de fezes. Para a comodidade do cliente é melhor o que material seja colhido em casa, em frasco fornecido pelo laboratório e acondicionado na geladeira até a hora de levar ao laboratório.

Exame de sangue tem que ser sempre em jejum?

Não. A creatinina, por exemplo, dispensa o jejum. Já glicemia e triglicérides exigem que você fique várias horas sem comer. O tempo de jejum varia de acordo com o exame.

Qualquer exame pode ser feito à tarde?

Alguns, não. Como por exemplo as dosagens de ferro e ACTH (hormônio adrenocorticotrófico). Esses exames devem ser realizados na parte da manhã. Pois é nessa parte do dia que tais substâncias têm um pico no organismo.

Remédios interferem em exames laboratoriais?

Alguns, sim. Os antibióticos e os antiinflamatórios, por exemplo, interferem nos testes de coagulação do sangue, normalmente solicitados em exames pré-operatórios. Portanto, quaisquer que sejam os remédios que esteja sendo tomado, avise o atendente antes do exame. Caso um deles interfira, você terá que conversar com o seu médico sobre a possibilidade de suspendê-lo por alguns dias. Se a interrupção não for possível, esse dado terá que ser levado em conta na avaliação do resultado.

O que é a dieta habitual exigida por certos exames?

É a que você costuma comer no seu dia a dia. Portanto, essa instrução significa apenas o seguinte: não mude a alimentação.

Até aspirina altera resultados de exames?

Com certeza. Aspirina é o nome popular do ácido acetilsalicílico. Ela está presente em muitos analgésicos e antitérmicos, tais como AAS, Buferin, Doril, Melhoral, Aspirina Forte, Cibalena, Doloxene-A e Aspirina C. Mas também em antiácidos (Alka-Seltzer e Engov), onde está associada a outras substâncias farmacológicas. Por isso guarde bem: todos os remédios com ácido acetilsalicílico interferem nos exames de coagulação do sangue. Em altas doses, podem diminuir os valores totais de tiroxina ou T4 – um dos hormônios da tiróide.

Por que a Aspirina não consta na listagem de medicamentos interferentes para o exame Tempo de Protrombina?

Porque ela não interfere nos fatores da coagulação que são avaliados através deste teste. A Aspirina age no sistema da coagulação, apenas como antiagregante das plaquetas.

Novalgina também dá problema nos exames?

Sim, no de creatinina. O uso de remédios contendo dipirona – a Novalgina é um deles – pode fazer com que o resultado da creatinina dê mais baixo do que o real, dependendo do método utilizado. Por isso, ao fazer esse exame, que avalia se os rins estão funcionando bem, o ideal é evitar o medicamento nos três dias anteriores.

Há alguma incompatibilidade entre as vitaminas e os exames laboratoriais?

Sim, pois elas também atrapalham certos exames.Por exemplo, a vitamina C altera o de creatinina. Já a vitamina E interfere nos testes de agregação plaquetária.

Pode-se fazer exame de sangue com gripe, resfriado ou febre?

Claro. Alguns exames, aliás, são solicitados exatamente porque a pessoa está com febre. A intenção é verificar se alguma infecção é a responsável. Porém, em algumas circunstâncias, a doença responsável pela febre pode interferir nos exames destinados a avaliar aspectos metabólicos e imunológicos. Por cautela, conseqüentemente, consulte o seu médico ou o laboratório antes de fazer o exame.

Menstruação interfere nos exames?

Sim, por exemplo, no de urina. Por isso o ideal é fazê-lo fora do período menstrual. Mas, se for urgente, a urina pode ser colhida sem problemas, adotando-se dois cuidados: assepsia na hora do exame e o uso de tampão vaginal para o sangue menstrual não se misturar à urina.

Esforço físico atrapalha os exames laboratoriais?

Alguns, sim. Por exemplo, os de glicemia e dosagem de fator VIII de coagulação. Tanto que, antes de fazê-los, você não pode ter se submetido a qualquer esforço físico. Além disso, lembre-se: os exames laboratoriais são padronizados para a realização em condições ideais, bem definidas. É o que os médicos chamam de condições basais. Em conseqüência, testes feitos após esforços físicos terão eventualmente valores diferentes dos que você tem.

Por que o esforço físico interfere no exame Glicemia?

A glicemia reflete a quantidade de açúcar no sangue que, por sua vez, é uma fonte de energia de rápido aproveitamento pelo organismo. Dessa forma, sempre que o organismo precisar de mais energia – esforço físico, stress – por exemplo, há alterações importantes nas velocidades de produção e consumo de açúcar. A maioria das vezes em que se faz exames de dosagem de glicemia, queremos saber como está o nível basal, pois o valor de referência diz respeito a esta situação. Portanto, a pessoa deve estar o mais próximo possível desta condição.

Cremes e óvulos vaginais interferem no exame de urina?

Não, desde que se adotem dois cuidados para não misturar esses medicamentos à urina: assepsia na hora do exame e uso de tampão vaginal.

O que é um Antibiograma?

Antibiograma é um exame cuja finalidade é verificar quais são os antibióticos mais indicados para o tratamento da infecção causada pela bactéria isolada no material clínico analisado. Por este teste ficamos sabendo a quais antibióticos a bactéria é sensível e a quais antibióticos a bactéria é resistente.

Sexagem Fetal

Quem pode fazer o exame?

Qualquer mulher que esteja grávida e com mais de 8 semanas de gestação. O teste não detecta gravidez. Em mulheres não grávidas, o teste apontará a ausência de detecção de marcador SRY, sugestivo de feto feminino.


Qual a idade gestacional mais apropriada para a realização do teste?

A partir da 8ª semana de gestação.


O resultado pode ter interferência, se a gestante teve um filho do sexo masculino em gravidez anterior?

Não, o DNA fetal é rapidamente eliminado da circulação materna horas após o parto.


Algum plano cobre o exame?

Não, nenhum plano de saúde cobre este exame.